• NUPEHP

NUPEHL faz convênio com a Fundação Edvaldo do Ó

Atualizado: 10 de jun. de 2021


Representando o desejo de um dos maiores empreendedores da cidade de Campina Grande, o empresário Edvaldo do Ó, a fundação que leva seu nome, por ele criada ainda em vida, congrega um importante conjunto para a história local.

Instalada na antiga propriedade rural da família do Ó, a Granja Solidão, a fundação guarda uma gama variada de artefatos, iconografias, pinturas, fotografias, documentos variados e coleção de jornais e de livros que abordam a vida econômica e intelectual da cidade. Afinal, foi graças à visão ampla e ao empenho de Edvaldo do Ó que Campina despontou como polo universitário – é de sua lavra a antiga Escola Politécnica, que posteriormente foi convertida à Universidade Federal da Paraíba e a Fundação Regional do Nordeste, hoje Universidade Estadual da Paraíba. A Bolsa de Mercadorias de Campina Grande, órgão decisivo para incrementar o comércio local, deve a Edvaldo do Ó sua origem, entre tantas outras instituições campinenses.

A partir da indicação de um dos seus membros mais antigos, companhia perene de Edvaldo do Ó, Silas Marinho fez convite formal à coordenadora do NUPEHL para integrar seu conselho consultivo. Objetiva-se, assim, o entrelaçamento dos ideais das duas instituições, voltadas à conservação, preservação e divulgação das fontes da história campinense.

Desde o ano de 2020, a fundação já cedera, em comodato, sua coleção do periódico A Gazeta do Sertão, em sua terceira edição, ao NUPEHL, para digitalização. A ação extensionista já está sendo efetivada, a despeito de todas as dificuldades ocasionadas pela pandemia em curso, e em breves meses aquele importante jornal estará disponível para a pesquisa.

As pretensões de dar visibilidade ao acervo da fundação integram os planos desse acordo, e em alguns meses o portão de acesso à Granja Solidão estará aberto à visitação, notadamente à capela de Nossa Senhora do Ó, réplica arquitetônica da igreja portuguesa, onde, em sua cripta, repousam os restos mortais de Edvaldo e de seus familiares mais próximos.



65 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo